Vale a pena investir em Ouro?

Elaboramos um Guia Especial que dá resposta, essencialmente, a duas importantes questões: Vale a pena investir em ouro? De que forma poderá investir em ouro?

Maior Menor
Por

Há investidores que afirmam que investir em metais preciosos é coisa do tempo dos nossos avós. Já os maiores milionários por esse mundo fora dizem que não é bem assim, que estar na posse de um metal precioso como o ouro é uma das melhores formas de salvaguardar o risco sistémico, se considerarmos que este ativo funciona como um escudo protetor face a crises financeiras. Então em quem é que devemos acreditar?

Para conseguirmos responder ao ponto anterior e esclarecer algumas das perguntas dos nossos leitores, elaboramos um Guia Especial que dá resposta, essencialmente, a duas importantes questões: Vale a pena investir em ouro? De que forma poderá investir em ouro?

Os nossos conselhos quanto à utilidade do ouro neste guia especial aplicam-se tanto a investidores iniciais como a investidores já com algum traquejo, mais arrojados e com maior experiência.

De onde é que surgiu esta ideia amalucada de ter ouro na carteira de investimentos?

Mesmo fora de Portugal, a resistência é grande e um dos poucos defensores desta teoria foi o gestor Ray Dalio, uma das pessoas mais influentes dos EUA, que nunca se importou de não seguir o rebanho, de remar contra a maré. Neste momento, o seu fundo já ultrapassou o de George Soros, um dos maiores magnatas do mundo.

São as suas características que o tornam tão atrativo e propício ao interesse dos diferentes tipos de investidores: é escasso, ou seja, não está sujeito à impressão desenfreada de dinheiro por parte dos bancos centrais, é de fácil divisão e é perene, o que lhe confere um caráter permanente e o torna uma reserva de valor clássica.

Tendo em mente estas características e sabendo que quanto mais o mercado acredita numa tempestade, maior será a valorização do metal, aceda ao nosso relatório exclusivo sobre este ativo de refúgio e perceba se, neste momento, a alocação em ouro é adequada à situação de reduzida inflação em que nos encontramos.

Renato Breia, CFP®, Analista-Chefe de Investimentos

Formado em Economia pela PUC-SP e Planejador Financeiro certificado pelo IBCPF. Iniciou a sua carreira como analista de ações na Link Corretora e tem experiência de mais de 12 anos em mesa de operações, gestão de fundos, relações com investidores e alocação de patrimônio.