#43 – As ações negligenciadas

As microcaps são as empresas mais pequenas da bolsa. Existem centenas e os grandes investidores não querem saber delas porque são demasiado pequenas para serem investidas quando se tem um elevado património para gerir.

Maior Menor
Por 20 de novembro de 2017

Caro leitor,

Quando perguntaram ao famoso economista Eugene Fama por que é que ele seguiu Estudos Econométricos, ele simplesmente respondeu: é a única área com muita informação.

Existem montes de informação sobre ações e obrigações, com históricos que podem ter mais de 100 anos e diferentes geografias.

Por esta razão é que a economia é, provavelmente, a ciência social mais estudada.

Cada questão pode ser respondida – hipoteticamente – e testada novamente contra mais informação.

Como já deve saber, tenho estado a trabalhar no novo projeto do Microcap Alert e a influência da informação nos preços das ações é algo que tenho vindo a estudar.

No início perguntava a mim próprio se o facto de os corretores e analistas não seguirem, por norma, as microcaps teria algum impacto no seu desempenho ao longo do tempo.

Algumas empresas têm centenas de analistas e corretores a estudá-las a tempo inteiro.

São, normalmente, empresas grandes.

Por exemplo, a Apple tem mais de 100 analistas registados que a seguem a tempo inteiro.

Por outro lado, as microcaps são as empresas mais pequenas da bolsa.

Existem centenas e os grandes investidores não querem saber delas porque são demasiado pequenas para serem investidas quando se tem um elevado património para gerir.

Também não são seguidas pela maioria dos analistas.

Mesmo os jornalistas não têm interesse em publicar artigos sobre pequenas empresas, simplesmente porque são demasiado pequenas para causarem preocupação nos seus leitores.

Um grande estudo de 1982 analisou em detalhe esta questão.

Chama-se “The Neglected Firm and Small Firm Effects” (“A empresa negligenciada e o efeito das pequenas empresas”) de Arbel e Strebel.

Resumidamente, analisaram se a diferença de atenção que as empresas recebem afeta o processo de avaliação das mesmas.

E chegaram à conclusão que existe um efeito positivo nas empresas com menos cobertura.

As empresas com mais cobertura têm o preço das ações mais em linha com o seu valor justo e, por isso, oferecem um retorno em linha com o do mercado.

Por outro lado, as empresas negligenciadas por analistas e corretores conseguiam, em média, ter um retorno superior.

Como as microcaps são sempre as empresas esquecidas no fundo do mercado, a maioria apresenta esta possibilidade e muito do seu retorno advém de terem um preço desalinhado com o seu valor justo – uma oportunidade que pode ser explorada quando um investidor se empenha nestas empresas.

As melhores histórias nem sempre são conhecidas

Para além disto existem imensas oportunidades no mundo das microcap – as pequenas das mais pequenas.

Por norma estas empresas têm uma trajetória diferente do mercado no geral e muitas delas têm apenas desempenhos relacionados com o seu próprio mérito.

Para quem já nos conhece, aqui na Empiricus andamos sempre à procura de pequenas empresas com grandes histórias e que tenham potencial para se tornarem um investimento com um grande retorno no longo prazo – obviamente, com a contrapartida de terem um risco elevado.

Uma das ideias mais fascinantes que tenho ouvido ultimamente é sobre um curioso “cubo prateado”, que é um pequeno gerador de energia e que se pode pôr em qualquer sótão ou lavandaria.

Apesar da tecnologia envolvida ser fascinante, o que me chamou mais à atenção foi o potencial do investimento.

De acordo com um colega, investir nas ações da empresa que criou este “cubo prateado” pode levar a um retorno de 10x.

Ou seja, pode transformar €1.000 em €10.000.

E isto é apenas uma ideia, pois existem muitas outras que podem oferecer este tipo de potencialidades.

Foi a pensar nestas pequenas histórias que lançamos o Microcap Alert, tendo como objetivo ajudá-lo a fazer dinheiro a partir delas.

Nesta nova série irá ter acesso às nossas recomendações sem se comprometer com nada, pois tem 20 dias para cancelar.

Se quer pôr o seu dinheiro a trabalhar numa estratégia de longo prazo, mas com um maior potencial, então deve dar, definitivamente, uma olhadela.

Descubra tudo sobre a nova série Microcap Alert aqui.

Até para a semana,

Diogo Baltazar

Comece o seu fim de semana com as seguintes leituras…

:. Quando as 5 piores ações do mercado têm potencial para multiplicar o seu capital até 15x

:. Obtenha retornos de 20% em 365 dias. Descubra hoje como. 

:. Assine já a nova série Empiricus por 89,95€ ao mês

Diogo Baltazar, CFA, Analista Financeiro Independente, CMVM

Diogo Baltazar tem mestrado em Engenharia e Gestão Industrial pelo Instituto Superior Técnico. Trabalhou como a analista e trader na área de investimentos da Fidelidade Companhia de Seguros. CFA Charterholder pelo CFA Institute. É analista financeiro independente registado na CMVM.