#62 – Como se iniciar no imobiliário

A maioria das pessoas que querem ser investidores imobiliários tem pouca experiência, e começar devagar tem os seus benefícios para conhecer os meandros do negócio.

Maior Menor
Por 2 de Abril de 2018

Caro leitor,

Hoje vamos falar de imobiliário.

De uma maneira geral é uma boa opção de investimento, pois tem a possibilidade de gerar um rendimento, e pode tornar-se num bom investimento a longo prazo se o valor do imóvel subir com o tempo.

E até pode ser usado como parte da sua estratégia para construir património.

Contudo, necessita de ter a certeza que está pronto para investir em imóveis.

Por norma, é necessário colocar uma quantia maior logo no início do investimento do que comparativamente com ações ou fundos de investimento.

Comprar uma casa, um prédio ou um terreno pode ser dispendioso.

E nem sequer estamos a contar com as despesas de manutenção que posteriormente será responsável, assim como alguns meses sem receber rendas quando está entre inquilinos.

Todavia, deixo-lhe aqui umas dicas que precisa de saber para começar a investir em imobiliário.

Planeie todas as despesas antes de comprar

Quando se compra um imóvel com o objetivo de investimento é necessário considerar as despesas correntes para a manutenção, seguros e os impostos.

Por vezes é possível pôr uma empresa a trabalhar para si o que lhe resolve muitos dos problemas.

Apesar de isto lhe custar algum dinheiro, vai-lhe trazer algum conforto e aliviar alguns dos stresses de ser senhorio, em particular se for uma pessoa com pouco tempo.

Contudo, tem de sempre ponderar se a comissão da empresa se justifica.

Assim, na hora de comprar, tem de avaliar o imóvel e considerar todas estas despesas.

Deverá também considerar as remodelações inicias que terá que fazer caso o imóvel não seja novo.

Procure criteriosamente

Localização, localização, localização!

Já deve ter ouvido isto uma centena de vezes quando se trata de um investimento em imobiliário.

Procure conhecer a zona onde vai comprar o imóvel e se existem novas construções de infraestruturas planeadas para essa local e como isso poderá afectar o valor do seu imóvel.

Deve considerar o preço por m2 da zona como um modo de comparação e se é uma área que pode vir a estar na moda ou não, e se existe outro factor que possa afetar o valor do imóvel.

A procura por um imóvel para investir exige sempre alguma dedicação.

Tenho uma tia que quando vivia no Canadá costumava ir ver casas quase todos os fins de semanas.

99% das casas que visitou nunca fez uma proposta, aquilo era mais um hobbie.

Contudo, quando veio para Portugal parecia que já sabia tudo.

É capaz de entrar numa casa completamente partida e perceber como vai ficar depois de remodelada – consegue mentalmente eliminar paredes, mudar materiais e definir divisões.

Também tem logo o instinto de perguntar pelos acessos, a vizinhança e as tendências.

Vai ver que após a sua investigação vai conseguir tomar a decisão correta.

Tal e qual como nas ações, um investimento imobiliário tem sempre os seus riscos e por isso deve manter isso em mente.

As zonas por vezes mudam de uma forma que não estamos à espera.

Ora podem melhorar e subir o valor do imóvel, ora podem piorar e desvalorizar o imóvel.

Um de cada vez

Comece apenas com um imóvel de cada vez.

A maioria das pessoas que querem ser investidores imobiliários tem pouca experiência, e começar devagar tem os seus benefícios para conhecer os meandros do negócio.

Começar com um apartamento pequeno na zona onde já mora, por norma é mais fácil por uma questão de acessibilidade, conhecimento da área e baixo investimento.

Isto é uma boa maneira de se iniciar.

Assim que se tornar mais confortável em ser um senhorio e em gerir a propriedade, pode considerar comprar um imóvel maior ou mesmo um prédio ou um terreno de construção.

Vai também perceber que à medida que o número de propriedades aumenta a gestão se torna mais complexa, mas também mais fácil, pois beneficia de um certo efeito de escala.

Consegue também obter melhores taxas de retorno.

O conselho de começar devagar e pequeno é sem dúvida o que mais oiço sobre o investimento em imobiliário.

Todavia, não comesse sem primeiro conhecer as 12 regras fundamentais que o Artur esclarece no seu curso.

Sem dúvida que a experiência dele lhe vai ser muito valiosa.

Até para a semana,

Diogo Baltazar

Diogo Baltazar, CFA, Analista Financeiro Independente, CMVM

Diogo Baltazar tem mestrado em Engenharia e Gestão Industrial pelo Instituto Superior Técnico. Trabalhou como a analista e trader na área de investimentos da Fidelidade Companhia de Seguros. CFA Charterholder pelo CFA Institute. É analista financeiro independente registado na CMVM.