Admito que não tinha saudades

Agora que as tensões entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte acalmaram… regressemos à programação habitual, ou seja, a mais política monetária. Pedro, não sabes falar de outra coisa?

Maior Menor
Por 16 de agosto de 2017

.: Programação habitual
.: Rumores e favores
.: Um pouco de calma
.: Alimento para a sua carteira
.: Oportunidade de uma vida

00:23 - Programação habitual

Agora que as tensões entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte acalmaram…

… regressemos à programação habitual, ou seja, a mais política monetária.

Pedro, não sabes falar de outra coisa?

A verdade é que a manipulação dos mercados financeiros, através da impressão massiva de moeda, tem sido e continuará a ser o maior driver das apreciações na bolsa de valores.

Sendo assim, ou mudamos de sistema monetário…

…ou – apelando à sua paciência – terei de continuar a falar do tema.

01:04 - Rumores e favores

Nas últimas semanas, foi difundido pelos bastidores do mercado que o discurso de Draghi em Jackson Hole (um simpósio de política monetária que reúne os maiores banqueiros centrais do mundo) seria… explosivo.

À boca pequena falava-se que o líder do BCE daria o pontapé de saída para o debate sobre como recalibrar a política monetária, dado o crescimento sólido, o desemprego em rápida queda, mas a inflação subjacente persistentemente fraca.

Parece que não é isso que vai acontecer.

De acordo com “fontes anónimas” (não o são sempre?), o presidente não irá transmitir qualquer mensagem sobre alterações ao atual plano de estímulos do BCE.

Evidentemente, ainda é cedo.

Muita coisa poderá acontecer até à conferência de imprensa de sexta-feira.

E, a julgar pelo histórico, o mercado retira elações até de um sorriso.

___________________________________________________________________________________________________________

Recomendado para si…

Esta é a melhor forma de aplicar o seu dinheiro

Existe uma forma de conseguir um rendimento até 10 vezes superior aos investimentos convencionais. Estamos a falar de um retorno de 100% contra 9% nos depósitos a prazo.

Encontre-a AQUI.

___________________________________________________________________________________________________________

02:09 - Um pouco de calma

Se os rumores forem verdade, e não houver indicações sobre como e quando ocorrerá a retirada dos estímulos (que passam, por exemplo, pela redução do programa de compra de obrigações), então é natural que a fraqueza do euro deva continuar.

Já são três dias de queda…

Parece pouco, mas para quem tem observado o comportamento do EUR/USD no último mês, é pelo menos um sinal de abrandamento…

Já disse anteriormente que sou da opinião de que o movimento foi exagerado – um clássico exemplo de overshooting.

Veremos.

03:12 - Alimento para a sua carteira

Quem beneficia deste enfraquecimento momentâneo da moeda única são as empresas exportadoras.

Não necessariamente nas contas da empresa.

Repare que, se por um lado os resultados obtidos no estrangeiro são prejudicados pela valorização da moeda única; por outro, existe uma diminuição dos custos das matérias-primas normalmente denominadas em dólares.

Este segundo efeito mitiga o impacto da valorização do euro…

Algumas empresas até promovem a cobertura cambial das suas operações estrangeiras.

Contudo, o mercado – no curto prazo – tende a procurar o trade mais óbvio…

E esse era evidente: com a valorização do euro, ficou tudo curto em empresas que obtêm grande parte dos seus lucros no exterior…

Agora que a valorização do euro abrandou, as bolsas europeias voltam a recuperar à boleia dessas empresas que despencaram.

Tal como referimos aqui no M5M várias vezes na última semana.

04:02 - Oportunidade de uma vida

Temos repetido ad nauseam que existe uma disparidade gigante entre o desempenho das bolsas norte-americanas e as bolsas europeias

Este diferencial produziu uma das grandes oportunidades de multiplicação de património em ações dos últimos anos.

Saiba mais aqui.

Para quem não gosta de arriscar, mostramos-lhe também uma opção mais segura.

O Pedro recomenda ainda…

:. O que acha de receber um bónus extra equivalente ao salário de um médico?

:. Construa uma carteira sólida e de baixo risco

:. Os perigos inerentes do dólar

Pedro Gonçalves, Editor-sénior

Pedro Gonçalves foi Portfolio Manager no Millennium Investment Banking. É licenciado em Finanças pelo ISCTE – Business School e mestre em Gestão pela Universidade Católica Portuguesa. É actualmente Editor-sénior da Empiricus Portugal.