Diretamente do paraíso

“Brasileiros trocam South Beach pelas praias da linha”. E ao contrário dos investidores europeus, que preferem um apartamento com história, estes gostam do cheiro “brand new”.

Maior Menor
Por 10 de Maio de 2016

.: Parado, paradinho
.: Temperatura insular
.: Olha para mim
.: Aqui tão perto
.: Meu sonho, minha casa

00:10 - Parado, paradinho

Se o leitor nos tem acompanhado nas nossas últimas newsletters, sabe que eu acredito que o crescimento lento da economia global é, essencialmente, uma circunstância permanente.

Parece um paradoxo?

É quase!

A versão curta da tese baseia-se no envelhecimento da população, aliado ao elevado peso da dívida global, que simplesmente não pode ser ultrapassada com dinheiro fácil.

No entanto, há dois cenários possíveis:

O melhor que podemos esperar é um crescimento lento, ou seja, uma suavização das forças do mercado e uma preservação da qualidade de vida.

O pior possível é o tipo de depressão, agitação social e pobreza que causa o fim do nosso modo de vida.

A realidade estará sempre no meio dos dois extremos…

01:12 - Temperatura insular

Todas as agências internacionais revêem exaustivamente os números da atividade económica e os números apontam para baixo.

Mesmo na “ilha” da América, o crescimento não é suscetível de acelerar a qualquer momento mais do que 1-2%.

Números do emprego dos EUA confirmam os sinais de abrandamento.

Por outro lado, os mercados norte-americanos estão a “centímetros” do máximo de todos-os-tempos…

M5M10MAIO2

Fonte: Bloomberg

Alguma coisa não bate certo…

02:10 - Olha para mim

Pois é, como os investidores, estamos sempre a tentar equilibrar o nosso desejo de ganhar dinheiro com o nosso medo de perdê-lo.

Neste momento, encontrar esse equilíbrio nunca foi tão difícil.

Entrámos num mundo estranho e incerto onde o mercado de ações está inflacionado, mas o crescimento económico desacelera.

Um mundo em que os ativos “seguros” são arriscados.

Um mundo onde os investidores têm mais informações, mas menos discernimento sobre o que significa para a sua carteira.

Este novo mundo pede a sua total atenção.

03:19 - Aqui tão perto

Nas praças europeias, o momento é de reflexão.

Entrámos no período Maio-Setembro, normalmente mau para os investidores.

Pareço uma cassete riscada:

DAX30 continua a sua luta com os 10.000 pts (como vê, nada mudou).

PSI20 furou os 5.000 pontos cheio de vontade.

Ninguém sabe para onde irá, mas sem grandes surpresas no upside, o caminho natural é para baixo.

04:10 - Meu sonho, minha casa

Investidores desconfiados, voltam a apostar num velho conhecido.

Lisboa transforma-se na nova Miami.

“Brasileiros trocam South Beach pelas praias da linha”.

E ao contrário dos investidores europeus, que preferem um apartamento com história, estes gostam do cheiro “brand new”.

O interesse a velha capital levou os preços no centro da cidade a uma alta de 22%.

Será que ainda vão mais acima ou já estamos numa bolha?

M5M10maio

 

Preparamos um relatório para si sobre o que achamos do mercado imobiliário português. 

Pedro Gonçalves, Editor-chefe

Pedro Gonçalves foi Portfolio Manager no Millennium Investment Banking. É licenciado em Finanças pelo ISCTE – Business School e mestre em Gestão pela Universidade Católica Portuguesa. Atualmente, é editor-chefe da Empiricus Portugal.