A fórmula mágica

Não existe uma fórmula mágica para fazer fortuna nos mercados financeiros. No entanto, existem pequenas coisas que pode fazer que vão aumentar as suas probabilidades…

Maior Menor
Por 3 de Outubro de 2016

.: Vantagens sobre si
.: O mercado tem mais informação
.: O mercado tem mais capacidade analítica
.: Esqueça o timing
.: Quando estar fora

00:10 - Vantagens sobre si

O título poderá tê-lo induzido em erro. Peço desculpa por isso. Mas garanto-lhe: não existe uma fórmula mágica para fazer fortuna nos mercados financeiros.

No entanto, existem pequenas coisas que pode fazer que vão aumentar as suas probabilidades…

Para começar, um dos aspetos que eu acho fundamental que compreenda é que o mercado tem vantagens sobre si.

Logo, pare de tentar bater o mercado nos seus pontos fortes.

É impossível.

01:22 - O mercado tem mais informação

Se toda a gente soubesse tudo, a indústria dos investimentos não existiria. O mercado precificaria todos os ativos financeiros (ações, obrigações, commodities) na perfeição.

Assim, não haveria oportunidade para comprar algo abaixo do seu preço justo e, em seguida, vender acima e realizar um lucro.

Pois bem, sabemos que a informação não chega a todos da mesma forma. Existe sempre alguém que sabe mais e, consequentemente, alguém que sabe menos.

Vários investidores ficam obcecados em “saber mais”…

Mas nunca terão mais conhecimento acerca de uma indústria ou de uma empresa do que todos os outros investidores juntos no mercado.

Ou seja, é importante ter boa informação, mas nunca assuma que sabe mais que o mercado.

02:12 - O mercado tem mais capacidade analítica

Os mercados financeiros são povoados por exércitos de génios, altamente profissionais…

Todos os anos chegam físicos, engenheiros e matemáticos a Wall Street… Workaholics que analisam cada detalhe de uma ação, obrigação, opção, etc. Tipos que são capazes de calcular a raiz quadrada de 126.304 e desvios-padrão de cabeça.

Armados com modelos financeiros altamente complexos…

Mais uma vez, o leitor precisa de boas capacidades analíticas para ter sucesso, mas nunca terá mais capacidade analítica que o mercado.

03:23 - Esqueça o timing

Não importa o que alguém lhe disse: é impossível cronometrar o mercado. Há milhões de pessoas a tomar decisões num único dia.

É impossível prever o que qualquer um deles vai fazer, consistentemente…

Portanto, não tente adivinhar o que vai na cabeça dos outros.

Ignore as vantagens que não consegue combater. Em vez disso, concentre-se no que está prontamente disponível para todos os investidores: a vantagem comportamental.

Veja bem, os mercados financeiros não oscilam entre ganância e medo… O MEDO é o impulso emocional dominante no mercado em todos os momentos.

É só ampliada nos máximos e nos mínimos.

04:01 - Quando estar fora

Os principais erros dos investidores são comportamentais…

Vender em desespero. Ou comprar porque o mercado está continuamente a subir…

Não embarque em loucuras. Não tenha medo de se posicionar numa direção contrária à do rebanho.

Foque-se naquilo que pode transformar a sua capacidade de gerir o seu património. Ignore aquilo que não é capaz de controlar.

Já me esquecia…. então e a bolsa?

(Bocejo). Dia calmíssimo. Com o feriado na Alemanha e a bolsa de Frankfurt encerrada, pelo menos, não existe o risco de o Deutsche Bank fazer novos mínimos.

Pedro Gonçalves, Editor-chefe

Pedro Gonçalves foi Portfolio Manager no Millennium Investment Banking. É licenciado em Finanças pelo ISCTE – Business School e mestre em Gestão pela Universidade Católica Portuguesa. Atualmente, é editor-chefe da Empiricus Portugal.