A preocupação que sente é natural

Se a direção está satisfeita com a equipa abaixo da linha de água… é uma mensagem para o balneário que está tudo bem e que não é preciso mudar.

Maior Menor
Por 6 de Fevereiro de 2017

.: Teoria do Caos
.: É melhor estar calado
.: Silêncio é ouro
.: Olhe pela janela
.: Previsão meteorológica

00:12 - Teoria do Caos

A formação dos preços pode ser desencadeada e desenvolver-se com base em centenas de fatores como: a perceção de risco, a informação, a liquidez, o sentimento, as expetativas, as condições do mercado, os eventos nos noticiários e inúmeros outros.

Isso significa que certos resultados são provocados pela ação e pela iteração de elementos de forma praticamente aleatória.

Tendo em conta a complexidade envolvida no processo é impressionante como os políticos continuam a subestimar a sua influência no comportamento da economia.

teoria-do-caos

 

01:09 - É melhor estar calado

Vamos, então, a mais um momento sui generis do aparelho.

Como vem sendo habitual, perante uma total inexistência de medidas em prol do crescimento, Marcelo usa e abusa da retórica.

Vale a pena sublinhar que não são substitutos naturais…

Na véspera do anúncio da deliberação da Fitch relativamente ao rating português, o presidente não só antecipou a decisão, como ainda aproveitou para congratular-se porque uma agência de rating considera a dívida pública portuguesa um lixo.

No mínimo estranho.

02:09 - Silêncio é ouro

Já sabemos que Marcelo Rebelo de Sousa não perde uma oportunidade para falar de economia.

Soa a astúcia, mas é arrogância.

Por mais que o otimismo pareça uma coisa boa, atrapalha.

O presidente sempre foi loquaz e aperfeiçoou esse dom enquanto comentador do Jornal das 8.

Faço votos para que fale apenas o necessário.

Gasta mais o Governo que fala demais.

Acerta mais o Governo que fala menos.

 

03:22 - Olhe pela janela

Posso estar a ser injusto com o nosso presidente. Contudo, não sou eu que estou a falar, mas sim os próprios mercados.

Se a direção está satisfeita com a equipa abaixo da linha de água… é uma mensagem para o balneário que está tudo bem e que não é preciso mudar.

Ou seja, o presidente não desce ao balneário e o treinador adia as reformas que possibilitariam ao país defender-se dos perigos apontados pela Fitch.

Os investidores não são parvos e fogem da nossa dívida.

olhe-pela-janela

Juro das OT portuguesas a dez anos – Fonte: Bloomberg

Ao primeiro sinal de que o ajuste fiscal está comprometido, o risco dispara e os juros voltam a subir.

04:01 - Previsão meteorológica

Lá fora, mais uma sessão soalheira.

Quem investiu no Trumponomics acredita cada vez mais.

Quem não investiu continua desconfiado, como é lógico.

Por ora, em virtude do total desconhecimento do que passa pela cabeça do magnata/presidente/gestor de redes sociais, o mercado foca-se nos resultados corporativos.

Nesse sentido, os dias serão loooongos e – talvez – monóóótonos, debruçados em cima dos balanços e demonstrações de resultados das empresas.

Pedro Gonçalves, Editor-chefe

Pedro Gonçalves foi Portfolio Manager no Millennium Investment Banking. É licenciado em Finanças pelo ISCTE – Business School e mestre em Gestão pela Universidade Católica Portuguesa. Atualmente, é editor-chefe da Empiricus Portugal.