Quem realmente Ganha Dinheiro

A primeira sessão do mês (ontem) foi marcada por perdas generalizadas e esta terça-feira as principais bolsas europeias iniciaram o dia a resvalar… Será que passou o estado de graça pós-Brexit?

Maior Menor
Por 2 de Agosto de 2016

.: Wax on, wax off
.: Já não acrescenta
.: Bem-sucedido
.: Ciclo debilitante
.: Dicas para o sucesso

00:10 - Wax on, wax off

Cardápio comparativamente intranquilo hoje: os mercados que tanto ansiavam por estímulos viram as suas expectativas goradas.

As perspetivas de novas medidas ainda esta semana parecem ter ficado para trás: fala-se agora em anúncios nos próximos meses.

Demasiado longínquos para suportar o mercado no curto-prazo…

Depois de um mês de julho em que as bolsas mundiais recuperaram das perdas acerbadas em junho, em especial devido ao Brexit, Agosto tropeça na entrada…

A primeira sessão do mês (ontem) foi marcada por perdas generalizadas e esta terça-feira as principais bolsas europeias iniciaram o dia a resvalar…

Será que passou o estado de graça pós-Brexit?

01:22 - Já não acrescenta

O gabinete do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe irá aprovar um pacote de estímulo de 28 triliões de ienes esta terça-feira, sendo que para investimento direto apenas cerca de 7 triliões de ienes, coisa pouca…

Mesmo assim insuficiente para animar as bolsas…

Sinceramente? O tamanho e o conteúdo do pacote já eram conhecidos, então eu duvido que vá mexer com os mercados.

O dólar/yen é provável que caia caso haja sinais mais claros de uma subida das taxas pelo Fed… mas apenas isso.

M5M020816a

Fonte: Bloomberg

Numa externalidade, os títulos do governo japonês continuam a derrapar na sua pior onda de vendas em mais de três anos, acelerando o deslize que começou com a deceção dos estímulos anunciados pelo BoJ na última sexta-feira.

Mas fique descansado, ainda negoceiam com juros negativos…

02:04 - Bem-sucedido

Por que é que algumas pessoas conseguem ser bem-sucedidas no mercado, enquanto outras falham miseravelmente? O mercado é “igual” para toda a gente…

Então, como é que existe uma diferença dramática no seu desempenho? Pode ser que a insegurança o esteja a prejudicar?

Como muitos sabem, existe um componente emocional ligado à negociação e ao investimento. E isso pode representar um grande obstáculo para o sucesso…

A principal razão que impede as pessoas de fazer qualquer coisa, é o medo de “e se ela não funciona”.

Mas imagine se todas as decisões de negociação que estava prestes a fazer tivessem maior probabilidade de sucesso…

Na verdade, é assim que muitos profissionais conseguem, consistentemente, bater o mercado. E é assim que pode transformar a sua carteira.

03:12 - Ciclo debilitante

O ciclo debilitante de indecisão pode causar estragos na sua negociação.

Quantas vezes encontrou uma ação que gosta, fez a sua pesquisa sobre ela, e estava pronto para puxar o gatilho?

E aí desiste… dias ou semanas mais tarde, vem descobrir que a empresa subiu, e agora, lamenta-se por não ter investido…

Depois de acontecer várias vezes, promete a si mesmo não deixar isso acontecer novamente na sua próxima escolha.

Ainda está ressentido com a última decisão, mas decide entrar de qualquer forma.

Só que desta vez a ação começa a cair e arrepende-se instantaneamente da sua decisão.

Claro que, com essa perda, decide ser mais diligente.

Mas acaba convencendo-se a não entrar numa próxima ação, apenas para descobrir que a companhia subiu, como esperava, e, mais uma vez, você não investiu.

Este ciclo pode repetir-se com demasiada frequência… a criação de um grande número de oportunidades perdidas, faz com que as pessoas odeiem o mercado.

Qual é mesmo o problema? A auto-dúvida resulta de uma falta de confiança na sua estratégia (parece uma redundância).

04:02 - Dicas para o sucesso

O sucesso na negociação resume-se a duas coisas:

1) Saber o que funciona, e
2) Fazer o que funciona!

Se a sua estratégia de stock picking já deu provas que escolhe vencedores – em bons mercados, mercados maus, e tudo mais, então sabe que a sua estratégia funciona.

E com uma estratégia testada em computador (backtesting), tem o número 1 coberto.

O contrário também é verdade… Se a sua estratégia consistentemente escolhe más ações… não culpe o mercado nem os outros executantes.

Provavelmente, a sua metodologia é que está errada.

Se a sua estratégia é comprovadamente precisa, quando chega a hora de arriscar o seu trade, já não terá de lutar com a decisão de “devo ou não devo”, porque sabe que a sua estratégia colocou as probabilidades de sucesso a seu favor.

Claro, que não vai acertar sempre. Trata-se de probabilidades…

Em última análise, é o conhecimento que cria a confiança em fazer. É óbvio que numa fase inicial é difícil aprender os mecanismos de análise.

Mas é por isso que estamos aqui diariamente. Também não esperamos que o faça, de um dia para o outro. É um processo lento, que trará retornos no longo-prazo.

A função da Empiricus é dotá-lo com as ferramentas para tomar as suas próprias decisões. E quando conseguir criticar as nossas recomendações, aí saberemos que cumprimos a nossa missão.

Em suma, se souber que a sua estratégia funciona, não hesitará em colocar o seu dinheiro. O mal-estar desaparecerá.

A auto-dúvida será substituída pelo entusiasmo e a sua confiança irá subir. E agora tem o número 2 coberto.

Como diz o ditado, “uma boa estratégia funciona melhor quando é usada”.

E quanto mais praticar, mais confiante se torna, tornando-o muito mais propenso a manter a usá-la.

E essa é a receita para o sucesso.

Pedro Gonçalves, Editor-chefe

Pedro Gonçalves foi Portfolio Manager no Millennium Investment Banking. É licenciado em Finanças pelo ISCTE – Business School e mestre em Gestão pela Universidade Católica Portuguesa. Atualmente, é editor-chefe da Empiricus Portugal.