Trump contra o mundo

Em resumo, a iniciativa de Trump para proteger a debilitada indústria nacional espoletaria retaliações dos principais blocos económicos do mundo, o que naturalmente teria um impacto negativo na economia mundial.

Maior Menor
Por 8 de Março de 2018

.: Em overdrive
.: Más notícias
.: TPC
.: Zero sum game
.: Na corda bamba

00:12 - Em overdrive

Num passe de mágica, o mercado entrou em overdrive com a novela das tarifas de importação sobre o aço e o alumínio.

De um lado, os bulls tentam desvalorizar a história, reafirmando que o impacto será mínimo.

Do outro lado, os bears anunciam a aurora de uma guerra comercial.

Em resumo, a iniciativa de Trump para proteger a debilitada indústria nacional espoletaria retaliações dos principais blocos económicos do mundo, o que naturalmente teria um impacto negativo na economia mundial.

Quem terá razão?

01:22 - Más notícias

Enquanto muitos diferem nas consequências, parece que existe algum consenso em relação à renúncia de Gary Cohn (ex-conselheiro de assuntos económicos da Casa Branca):

Confirma a ascensão dos protecionistas e anti-globalistas no círculo de influências de Trump.

Primeiro deixe-me ser claro: qualquer imposto sobre o comércio, em qualquer país, significa apenas que os consumidores irão comprar produtos que não escolheriam comprar, a preços que são mais elevados do que deveriam pagar, para subsidiar empresas menos eficientes.

Isso não é bom para o capitalismo.

Se será suficiente para quebrar o bom momento da economia global, já é outra questão…

02:33 - TPC

Como o resto dos mortais, os empresários estão longe de ser uns “anjinhos”.

Se tiverem a oportunidade de escolher entre ser “protegidos” ou competir no mercado livre, a opção preferida tende a ser a primeira.

Mas a “proteção” é uma das piores coisas que um governo pode dar a um negócio. É o equivalente a dizer aos seus filhos para não se preocuparem com os trabalhos de casa.

Assim que os preços começarem a subir e as empresas “protegidas” passarem a ser lucrativas, vão deixar de se modernizar.

Os consumidores pagam mais pelo mesmo produto. E quando estas “privilegiadas” tiverem de competir no mercado internacional estarão completamente despreparadas.

Sinceramente? O custo é maior do que o benefício.

03:01 - Zero sum game

A lógica de Trump – apesar de errada – tem as suas raízes no mercantilismo (teoria económica do séc. XVII).

Felizmente, a história da economia veio provar que o comércio não é um jogo de soma zero. Em que quando alguém ganha, o outro tem de perder.

Não é assim que funciona para negócios, comércio, casamento, família ou amizades.

Nestas coisas, ganhamos quando também deixamos o outro ganhar.

04:12 - Na corda bamba

Até ao momento, os mercados têm estado vacilantes com esta história.

Um dia sobem com esperanças que esta novela não passe de mais um desvario do presidente americano. No dia seguinte corrigem com receios que seja o início de uma guerra comercial.

É nestes momentos que o melhor é sentar-se em cima das suas mãos.

Reagir emocionalmente a decisões políticas é o caminho mais rápido para prejuízos no mercado.

Aproveite o momento para espairecer e prepare-se para lucros extraordinários.

Pedro Gonçalves, Editor-chefe

Pedro Gonçalves foi Portfolio Manager no Millennium Investment Banking. É licenciado em Finanças pelo ISCTE – Business School e mestre em Gestão pela Universidade Católica Portuguesa. Atualmente, é editor-chefe da Empiricus Portugal.