Call

Voltar

Termo utilizado para referir o direito que está incorporado em determinados instrumentos financeiros, como warrants autónomos e opções. A call representa, genericamente, o direito de comprar o ativo subjacente.

Por exemplo, uma call sobre ações da Galp com strike de 10€, consagra ao comprador da call o direito de adquirir ações da Galp a 10€ numa determinada data. Simples, não é?

Para obter esse direito, o comprador terá de pagar um prémio na data de aquisição da call.

Quando se atingir a data definida na opção, o comprador terá a possibilidade de decidir se vale a pena comprar as ações a 10€ ou não.

Se no mercado a GALP estiver acima desse preço (por exemplo: 12€), o proprietário da call exerce o direito de compra a 10€, e realiza um lucro de 2€. Se a cotação estiver abaixo dos 10€, então a call não é exercida, e o investidor perde o valor do prémio.

  •  
  •