Inclinação da curva de juros

Voltar

Normalmente, a curva de juros é positivamente inclinada. Algo parecido a uma rampa que começa mais íngreme e vai ficando mais suave com o tempo.

Mas ela muda de aspeto dependendo das expectativas do mercado e do prémio de risco.

A parte curta tende a seguir mais os juros definidos pelo Banco Central, enquanto a parte longa embute um prémio de risco.

Por exemplo, se o mercado espera uma elevação da inflação e o Banco Central falha em controlar expetativas, a curva tende a subir nos vencimentos mais longos.

Deixar de aumentar juros agora aumenta a inflação, o que origina juros ainda maiores no futuro. Chamamos a este movimento de inclinação na curva, dado que ela fica um pouco mais íngreme. O valor do juro curto fica então menor que o juro longo.

  •  
  •